terça-feira, 29 de maio de 2007

O musgo mutante do Teatro João Caetano!




Pra quem nunca passou ali atrás do Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes, esquina com Av. Passos, que por acaso é caminho para o reduto preferido da maioria dos IFCSeanos, o Bar das Putas (BDP) ou o Bar do Chapéu (o novo BDP). Enfim, ali nessa localidade da Luís de Camões, na calçada atrás do João Caetano, foi detectada há tempos a formação de um novo ser vivo, mutante estranho, não-catalogado nas milhares de espécies que a Ciência já classificou até hoje. enfim, uma nova espécie.
Quem passa atrás do teatro sempre tampa o nariz, devido ao cheiro forte dessa presença estranha. É uma espécie de musgo, ou líquen, ou caldo protéico, ou sei-lá-o-quê, que se acumula nos fundos do teatro, de tempos em tempos, e formado por uma mistura muito heterogênea: mijo e cocô dos mal-educados e dos mendigos do Centro; aquela graminha-daninha que sempre cresce em qualquer fresta de construção urbana que não é cuidada; detritos tóxicos(é só olhar a Praça Tiradentes...); espermatozóides perdidos da pôrra dos malucos toscos que comem as putas da Praça na rua mesmo; e , por último, as almas perdidas de todas as pessoas que já morreram no Centro e na Lapa devido à alguma merda feita(Ok, essa foi tosca...). Todo esse caldo primordial só podia dar num musgão muito do nojento!
Acontece que todo mundo que passa por lá já fica com medo da parada, nem passa perto...Só que todo o líquen sinistro que estava lá até o fim do ano passado sem ser limpo SUMIU!!! Será que tomou vida e saiu andando, como o personagem dos quadrinhos adultos da Vertigo(um braço da DC comics), o Monstro do Pântano, que é o espírito de um cara que foi morto no pântano que se associou à natureza, se tornando uma espécie de elemental. Será que é um elemental do mijo, ou da merda, como Sterculious, O Grande Deus da Merda, que rolava naquele episódio das antigas de Beavis & Butthead ! (essa é do fundo do baú!)
Sei lá! Só sei que a coisa saiu andando e sumiu! E agora tá começando a se formar uma nova substância lá...Já sabem, né nem passem perto, vocês podem ser assimilados à fazer parte da nova geração do Musgo Mutante!!! É, rapaz, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma...!!!

Um comentário:

tbar disse...

Cara , não vi essa composição não, mas o que sempre reparei é um cheiro de merda humana muito forte mesmo! Essa inhaca incrustrada naquele "cantinho podre" é análogo ao cheiro de ruas sujas, como na Vila Mimosa, a clássica V.M (pra quem não conhece, vale a pena por questões antropológicas!), enfim, ali se sente um cheiro podre, o que nossa imaginação une porra, merda, mijo e tudo o mais. Da lama ao caos!