sexta-feira, 18 de maio de 2007

O Hotel Quitandinha é o Overlook Hotel brasileiro !!!!!


Nossa, dá até medo dos dois....Pra quem não se lembra, o Hotel Quitandinha fica em Petrópolis, logo no início da cidade, e foi feito no estilo "rococó hollywoodiano". Foi um dos hotéis mais chiques e badalados do Brasil nos anos 50 e 60, com grandes festas, um cassino próprio, e muitos filmes foram rodados por lá. Já o Overlook Hotel é o do maravilhoso filme (pra mim o maior filme de terror de todos os tempos) "O iluminado" de Stanley Kubrick. Fica no meio das montanhas nevadas dos Estados Unidos, no estado do Oregon. Na verdade no livro de Stephen King, no qual o filme se baseia, o hotel que inspirou o autor foi o Stanley Hotel-coincidência ou não?-que fica no Colorado; o hotel utilizado no filme de Kubrick é o Timberline Lodge.
Bom, mas o que realmente importa entre os dois são duas coisas que têm em comum: a beleza, tanto externa quanto interna, e a fama de serem mal-assombrados....Ambos são lindos, têm amplos salões, corredores imensos, muitos teatros, salas de música, cassinos, grandes salões de festas, e muitas, muitas passagens e "localidades" secretas... O Overlook é só ver o filme pra comprovar...É muito lindo, e muito sinistro também, ainda mais vazio daquele jeito...No caso doi Quitandinha eu posso falar de carteirinha, pois já passei férias lá, já fui sozinho, já explorei...Lá tem de tudo mesmo: uma mega piscina interna com uns 6 metros de profundidade, uma pista de patinação, um teatro esplendoroso, e várias passagens que levam de um lado ao outro do hotel, inclusive a tão famosa torre (que fica nos fundos), e a sala de torturas, que, como em qualquer cassino no mundo que se preza, eram mandados os devedores, a fim de se averiguar se eles estavam dispostos a pagar ou não o que deviam...
No Quitandinha há várias lendas (urbanas) de histórias mal-assombradas, algumas inclusive contadas e vivenciadas(!) pelo meu próprio pai!! É verdade, é só perguntar à ele! A Noiva de branco,que fica passeando pelos corredores à noite, os instrumentos sinistros que tocam na passagem secreta subterrânea pros bastidores, da sala de música, o sangue no chão da entrada da sala de tortura(esse eu vi!!), enfim, todos os elementos pra colocar o Quitandinha na categoria dos mal-assombrados, como o Overlook Hotel, apesar de ser fictício.
Bom, mas eu gostaria aqui de frisar uma coisa: não acredito em fantasmas, assombração, outro mundo, etc.(ainda mais que eu não acho que os fantasmas seriam tão desocupados pra ficar assombrando a galera...-eu, se fosse fantasma, faria várias coisas mais produtivas, como ficar entrando em vários vestiários femininos...mas enfim!). Mas é aquela velha história, como já disse o velho Comandante Fidel(ou teria sido o Che?): "Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay!!!"

Um comentário:

Diogo Lyra disse...

Caralho, e lá também faz frio!!!